domingo, 19 de abril de 2009

Nostalgia...

As vezes me dá uma nostalgia,uma saudaaade.
Saudade daquele tempo que era feliz e não sabia.
É engraçado,quando eu tinha 14 anos torcia para
fazer 18 rápido, pois achava que seria independente,
dona do meu nariz e que todos os meu problemas
estariam resolvidos...
Ah quanto ilusão,hoje com 27 só oque faço é lembrar
daquela fase...aquela fase sabe...a fase que os pais
consideram a mais complicada,a fase onde somos( fui né rs)
chamados de "aborrecente".
Vivi tantas coisas legais e marcantes dos meus 14 aos
17 anos, nossa que fase!!!!
Lembro do primeiro dia que minha mãe descobriu que eu
estava namorando escondida,lembro da vez que ela achou camisinha
na minha carteira e ficou preoculpadíssima " imagina menina
você não tem idade pra isso"...rsrsrs
Como os sentimentos eram intensos, eu dizia eu te amo com a
certeza de que minha vida acabaria se ele me deixasse,épocas
de sentimentos intensos,época de amores e de amizades fortes,
laços de amizade que me ajudariam a passar por esses díficeis
e tão adoráveis anos.
Quantos amores..quantas lágrimas...quantas decepções...
Hoje percebo que muita coisa eu faria de novo,outras
já daria uma melhoradinha, como por exemplo no caso do
meu primeiro beijo( "eca" lembro até hoje do gosto de carne).
Lembro com orgulho do gato de 18 anos que namorei quando tinha 14,(tadinho meu ex bateu nele)
lembro do menino na 6º serie o qual
eu era apaixonada mas que não me dava a menor bola.
Lembro..lembro...
Ai que vontade de gritarrrrrrr, de viver aquela adrenalina de novo,
depois de adulta os sentimentos mudam,
não é mais a mesma coisa, que pena
pelo menos naquela época minha vida
era mais emocionante.

Um comentário:

jaque, jaque... disse...

Às vezes, eu gostaria que esses dias não terminassem nunca. Tenho medo de envelhecer e perceber que não fiz nada de decente quando fui jovem. Tenho medo de descobrir uma coisa que minha juventude me impede de ver. Apenas tenho medo.
Eu estou quase saindo dessa fase e já sinto falta de quando eu tinha 14 e ficava olhando pela vidraça da escola, esperando o tempo que não queria passar.
Hoje, eu gostaria que ele tivesse demorado mais.